Terça-feira, 27 de Março de 2007

Sem sentido

Ontem regressei à escuridão de uma vida sem sentido, senti-me mal, muito mal, acho que já não me lembrava como era sentir-me assim. Falei com quem melhor me compreende mas a dor continuou e, mais uma vez, o meu recurso foi o caderninho rosa choque:

"Só queria poder acordar e perceber que está tudo bem, acordar com uma certeza, com um objectivo, com uma razão para a minha vida. Nada corre bem, nada é como sonhamos e o que é como sonhamos rapidamente acaba. O mundo não é belo, é triste, é escuro, é frio, é feio.

Sinto-me mal, envolvida por uma tristeza que me sufoca, uma tristeza opaca que não deixa entrar a luz... procuro um sentido, uma razão, não encontro, penso mais um pouco, revejo todos os momentos felizes e apenas constato que nenhum deles pode voltar, que nenhum deles pode ser revivido.

Sei que nunca mais te vou ter aqui para me protegeres e garantires que nada de mau acontecerá. Desapareceste. Nunca mais me vais contar uma história, nunca mais me vais chamar de "a minha bonequinha", nunca mais me vais dizer "quero-te tanto bem Nininha", morreste. Precisava de ti aqui para me ajudares a lidar com ela, precisava de ti aqui para me amparares, precisava de ti aqui, da tua sensatez. Tenho saudades tuas, recordo-te da melhor maneira, meu pintor careca.

Relativamente a ti, ajudste-me a crescer. Contigo descobri o amor, o verdadeiro amor, eras a essência da minha vida, o verdadeiro significado. Tudo isso acabou, tive de reaprender a viver, tornei-me uma pessoa diferente, MELHOR, PIOR? não sei, apenas diferente. Não vou esquecer a nossa história, não posso arrancar a página e fingir que foste só mais um. NÃO! Não foste mais um, foste o ÚNICO! Talvêz seja por isso que não consigo lidar com esta situação.

Quanto a ti, mais uma vez presenciei a tua decadência, és insuficiente para ti mesma. Apenas vou recordar aquele riso de criança, aquele amor infantil que se transforma a cada dia que passa, e, quando penso na "Mamã", já não vejo a mesma pessoa.

Apenas quero o meu mundo rosa choque outra vez! Vou esperar... mas o tempo foge-me e eu ainda tenho tanto para viver...!

                                                                                                                                        27/3/2007 00:57"

São estas as palavras gravadas no meu caderninho rosa choque, numa noite em que, não havia significado.

                                                                                                              Mary, 27 de Março de 2007
sinto-me: presa
música: Essência
tags:
publicado por Mary às 11:33

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A cor do Natal

. Fim da plenitude

. Sonhar

. Distância

. Reencontro

. Fim da ilusão

. Lembrança

. Refúgio de luz

. Talvez

. Máscara de vida

.arquivos

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

.tags

. todas as tags

.favorito

. Saudade

. Mundos opostos

. Anjo

.as minhas fotos

visitaram o meu mundo
The WeatherPixie
blogs SAPO